Blog do

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Adotando tecnologias de automação para otimizar processos just-in-time

Tradução do Robotics Tomorrow.

As tecnologias de automação e robótica continuam a se proliferar em todos os setores. Especificamente na indústria de manufatura, o uso de Robôs Móveis Autônomos (AMRs) está amadurecendo de forma a ajudar a melhorar a competitividade, ao mesmo tempo em que adiciona maior resiliência e flexibilidade às operações. Os AMRs, bem como/combinados com softwares inovadores, como Pick to Light e Warehouse Management Systems, têm o potencial de atender a uma série de processos-chave de fabricação e preocupações relacionadas às instalações, principalmente com a escassez contínua de mão-de-obra e iniciativas de sustentabilidade para reduzir o desperdício.

À medida que as prioridades das empresas evoluem como um meio de navegar no cenário desafiador de hoje, novos processos, como o Just-in-Time (JIT), estão sendo implementados para atender às demandas dos clientes de maneira mais eficiente. E, como explica o Dr. Paul Rivers, diretor administrativo da Guidance Automation, as estratégias JIT podem ser otimizadas por meio da implementação de tecnologias de automação para obter resultados ainda melhores.

Adotando uma abordagem just-in-time

Uma abordagem alternativa à manufatura tradicional, também conhecida como processos Just-in-Time (JIT) ou manufatura enxuta, concentra-se na produção da quantidade exata de mercadorias no momento exato em que o cliente precisa. A entrega JIT depende de matérias-primas que chegam a um estágio específico de produção exatamente quando são necessárias – em geral, com o objetivo de reduzir o desperdício no depósito e maximizar a eficiência de custos.

Até recentemente, os AGVs (veículos guiados automaticamente) costumavam ser usados em ambientes de fabricação de maneira fixa, com cada robô executando uma tarefa simples e repetitiva. No entanto, essa abordagem é difícil de aplicar em um ambiente de fabricação Just-In-Time devido à necessidade de rotas dinâmicas e agilidade. Então, como as empresas podem superar esses obstáculos para maximizar as estratégias JIT usando automação?

Acolhendo robôs móveis autônomos

Para manter as linhas de produção em movimento e permitir a manufatura enxuta com just-in-time, os AMRs podem ser implantados de maneira a otimizar ainda mais essa estratégia, em vez de restringi-los. Programas de robôs móveis autônomos podem ser construídos em torno de cronogramas Just-In-Time para maximizar a eficiência dos materiais e processos de montagem.

Os AMRs podem transportar paletes, estantes portáteis e transportadores de carga especiais em torno da instalação de fabricação – por sua vez, reduzindo o tempo gasto pelos trabalhadores transportando manualmente os itens. Em vez disso, esses funcionários podem ser realocados para assumir tarefas de tomada de decisão mais complexas. Isso permite que os fabricantes reduzam o “desperdício” de tempo de espera, pois os processos são concluídos em um ritmo muito mais rápido, ao mesmo tempo em que simplificam a movimentação de materiais, alcançando uma estratégia JIT ideal. Essa abordagem permite que a empresa faça o melhor uso de todos os recursos – humanos e robôs – juntos.

Atingindo o pico de eficiência com tecnologia

Mas os investimentos em automação não precisam parar por aí. Além de implantar robôs autônomos, combinando AMRs com tecnologias complementares, por exemplo, sistemas Pick-to-Light (PTL) ou sistemas de gerenciamento e controle de armazém, as instalações de fabricação podem atingir o máximo de eficiência com o mínimo de intervenção humana. Os AMRs podem ser personalizados com recursos exclusivos para complementar esses sistemas, ajudando os operadores a trabalhar com mais eficiência e a selecionar itens com mais rapidez e precisão.

Os sistemas direcionados por luz, por exemplo, são uma solução semiautomatizada que gera ganhos rápidos em produtividade, precisão, custos de mão de obra e produtividade. Os sistemas PTL usam módulos de luz montados em racks ou prateleiras, que direcionam os selecionadores – ou combinados com AMRs, o robô – para o produto certo e as quantidades necessárias para um trabalho. Eliminar a necessidade de intervenção humana – que tradicionalmente verificaria e riscaria itens manualmente de uma lista de seleção – ajudará as empresas de manufatura a obter ganhos de produtividade mais altos e gerenciar grandes volumes de demandas de seleção – o que é crucial em uma estratégia JIT para atender a diferentes requisitos e níveis de complexidade.

Além disso, os Sistemas de Execução de Armazém (WES), que incluem Sistemas de Gerenciamento de Armazém (WMS) e Sistemas de Controle de Armazém (WCS), são cruciais para orquestrar operações completas, aproveitando entradas em tempo real de todas as tecnologias de automação. Particularmente para operações JIT, a visibilidade operacional aprimorada é extremamente benéfica para permitir um processo aprimorado de conclusão de trabalho/construção. Especificamente para os fabricantes, isso inclui a manutenção de um estoque contínuo de componentes para entrega just-in-time. Esse sistema pode ser combinado com o uso de AMRs para gerenciar as frotas e aprimorar a mão de obra para aplicações de separação, classificação e movimentação de materiais.

Conclusão

Uma solução integrada e colaborativa usando AMRs e tecnologia de armazém pode aumentar a eficiência e a produtividade, além de reduzir o tempo geral do processo para produzir mercadorias. Com uma abordagem Just-in-Time, os fabricantes precisam ser flexíveis – e ter a automação e os sistemas de tecnologia corretos permitirão a agilidade necessária na cadeia de suprimentos.

Ao trabalhar com um provedor de soluções abrangentes que pode fornecer AMRs, juntamente com soluções de tecnologia complementares, os fabricantes podem se beneficiar de uma variedade de ofertas para atender às suas necessidades e, assim, transformar suas operações.

Posts relacionados